Tuesday, June 19, 2007

amizade


Ao longo da tua vida certamente consegues encontrar pessoas que te serão muito proximas. Pessoas com quem gostas de passar tempo e a quem dás e recebes confiança. Ultimamente tenho pensado muito sobre a questão do amor e da amizade (e ok vamos tentar por de parte neste momento o sentimento entre namorados, marido e mulher e familiares).


Penso que se dá sempre como adquirido a presença "daquela pessoa": mesmo quando pomos de parte coisas como preocupação, interessa, partilha etc.. achamos sempre que basta "discar" um número e ligar o msn que do outro lado sempre estará esse tal amigo ou amiga para nos responder. Lembrei-me do Francisco Adam (actor que interpretava Dino nos Morangos com Açucar). Certamente alguem o tinha como amigo e não apenas como figura publica, certamente alguem no dia em que ele morreu, antes de saber da noticia, ligou o pc, enviou um sms, fez uma chamada mas não houve resposta.


Aprende o que é amizade. A biblia está cheia de exemplos. Procura e aprende com eles.


Um dia pode ser tarde demais...

4 comments:

Anonymous said...

VIGIAI, ESTAI FIRMES NA FÉ;PORTAI-
-VOS VARONILMENTE, E FORTALECEI- VOS.TODAS AS VOSSAS COISAS SEJAM FEITAS COM AMOR.

I CORÍNTIOS 16:13-14

Abraços

OLD PAL

Ana said...

"E foi então que apareceu a raposa:
- Bom dia, disse a raposa.
- Bom dia, respondeu polidamente o principezinho, que se voltou, mas não viu nada.
- Eu estou aqui, disse a voz, debaixo da macieira...
- Quem és tu? perguntou o principezinho. Tu és bem bonita...
- Sou uma raposa, disse a raposa.
- Vem brincar comigo, propôs o principezinho. Estou tão triste...
- Eu não posso brincar contigo, disse a raposa. Não me cativaram ainda.
- Ah! desculpa, disse o principezinho.
- Que quer dizer "cativar"?
- É uma coisa muito esquecida, disse a raposa. Significa "criar laços..."
- Criar laços?
- Exactamente, disse a raposa. Tu não és ainda para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens também necessidade de mim. Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo... Se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol. Conhecerei um barulho de passos que será diferente dos outros. Os outros passos me fazem entrar debaixo da terra. O teu me chamará para fora da toca, como se fosse música. E depois, olha! Vês, lá longe, os campos de trigo? Eu não como pão. O trigo para mim é inútil. Os campos de trigo não me lembram coisa alguma. E isso é triste! Mas tu tens cabelos cor de ouro. Então será maravilhoso quando me tiveres cativado. O trigo, que é dourado, fará lembrar-me de ti. E eu amarei o barulho do vento no trigo...
A raposa calou-se e considerou por muito tempo o príncipe:
- Por favor... cativa-me! disse ela.
- Bem quisera, disse o principezinho, mas eu não tenho muito tempo. Tenho amigos a descobrir e muitas coisas a conhecer.
- A gente só conhece bem as coisas que cativou, disse a raposa. Os homens não têm mais tempo de conhecer alguma coisa. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo, cativa-me!"

O Principezinho


A amizade não é apenas um meio banal que se recorre apenas quando se tem necessidade ou se sente sozinho... a amizade foi um termo criado quando define laços de irmãos firmados no amor!

Beijinho **

Nana Berry said...

Olá Ana,

És uma querida! Como dizem em Sesimbra nas aldeolas "uma jóia de moça" ou "um doce de menina".
Ainda bem que tenho alguém que pensa como eu e que também gosta do Pricipezinho. Assim não sou a única "lamechas".
Também acredito profundamente que a amizade, esta arte de cativar e amar, é sagrada e é das poucas coisas que existem neste mundo com uma dimensão eterna.
Que o amor pelos nossos amigos e irmãos seja mais forte do que o tempo que esmaga, do que o umbigo egoísta, do que o cansaço que aparta, do que a timidez que inibe, do que a comunicação que fere, do que o orgulho que isola, do que a falta de lealdade que separa.

Um abraço bem apertado para todos os meus amigos,

Anabela, 180 degrees

El avô cantigas said...

Amizade, amor, sentimentos que andam de mãos dadas, mas, e cá vem o "mas" tudo tem o seu tempo para acontecer, ou seja, semear; regar; adubar; lembram-se da parábola de Jesus? Pois é, não há amigos feitos nem amores à partida, tudo passa por um processo de crescimento, e quem o dá é Deus, nós cabe-nos não ficar à espera que chova mas cuidar. Conhecemos muitos, mas poucos são os que ficam, mas a esses que ficam abracem-nos cuidem deles e o resulatdo final é AMIZADE! Na minha experiencia pessoal digo-vos que sempre desejei ter um rapaz como filho, mas Deus deu-me 2 lindas meninas, acontece que mal eu sabia que ia ter um filho, não nascido de uma relação sexual mas oferecido directamente de Deus, e sabem que mais, ele hoje é o meu melhor amigo.

Um grande abraço ao meu AMIGO, à namorada e já agora à Ana-à-Vela